Pedacinhos de Tabaré: relato peruano

Tô no Peru! Tô  no Peru, caralho! O cara não parava de falar esse tipo de frase bêbada e eu me perguntava se era realmente uma boa ideia continuar naquele bar. A decoração era tão norte-americana e tudo que se ouvia era uma mistura de sons incoerentes, mescla de tantos idiomas. As paredes feitas do mesmo silhar que serve de base para toda a arquitetura da Cidade Branca não eram suficientes para me fazer “sentir” o Peru.

O turismo corrompe a cultura. É uma prostituição, não há dúvidas.

[segue]

O texto completo poderá ser lido dentro de alguns dias na edição #1 do Tabaré, o jornal que dá na pleura.

                          por Natascha Castro